Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Erro de Pensamento

06
Jan19

Médio ano para todos

As pessoas são demasiado ansiosas. Ainda antes de ter acabado 2018 já andava tudo nervoso a desejar “bom ano”. Acho que não nos devemos precipitar.

Não sou de optimismos, muito menos exagerado desta forma. Por mim ia-se com mais calma e ponderação, vão-se desejando coisas mas com cabeça, aos poucos como por exemplo um “Bom primeiro trimestre”. Mais que isso é meter a fasquia lá muito em cima, depois na calha não vai ser bom, vai ser só normal e resulta em pessoas desanimadas por estarem com espectativas muito altas.

Louvo o pessoal doido que está em Lisboa na véspera de ano novo e acha boa ideia ir para o Terreiro do Paço. É que: ou vão para lá cedo, e portanto passam uma noite muito agradável, ao frio, rodeados de desconhecidos e apenas com casas de banho públicas próximas; ou então acontece o típico jantar em casa e depois toca a ir para o metro, na esperança de conseguir chegar lá a tempo, e como é óbvio passa-se a meia noite entre um gordo, uma velhota perdida e o varão do metro enquanto tentamos abrir o espumante sem acertar com a rolha no próprio olho.

A verdade é que regra geral, quem tem uma bela passagem de ano, a celebrar o fim de um ciclo e o começo do novo ano acaba sempre o dia 1 a desejar ter ficado em 2018 mais um bocado. Mesmo quem quer começar o novo ano a ser mais fit, ler mais, viajar mais e estar mais com quem se gosta acaba no primeiro dia do ano de ressaca, a ter de limpar a merda da festa de passagem de ano porque a casa ficou toda de pantanas, com dor de cabeça e tem de se encomendar uma pizza porque está tudo fechado. Isto sim eram coisas nas quais se devia investir os desejos das passas, investir pelo menos metade logo para o dia 1 não ser o pior dia do ano.

 Tenho a dizer que não sei de que cor eram os meus boxers, não saltei de uma cadeira com o pé direito, e que na meia noite já estava bastante tocado e ainda assim não passei a acreditar que comer passas nos dá poderes do Aladino. Mas a pedir era para se acabar com esta coisa de chamarmos Réveillon à festarola de passagem de ano, é uma palavra com demasiado glamour para a passagem de ano da maioria das pessoas, a cheirar a camarão, bêbedo e a fazer a contagem toda mal porque a televisão está uns segundos atrasada.

Resumindo, vai ser mais um anito, com sorte chegamos ao fim de 2019 que já não seria nada mau, falando por mim. Portanto desejo um médio ano para todos, com apontamentos de ser bom mas ainda não vai ser neste ganham o euromilhões.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D